Notícias

IDDD e IBCCRIM lançam guia para auxiliar jornalistas na cobertura de casos criminais

“Manual de Direito Penal para jornalistas – Material de apoio para coberturas criminais” esclarece termos jurídicos e o funcionamento do sistema de justiça criminal

Por Marília Lopes

Foto: André Brasil e Alice Vergueiro

O Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) e o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) lançaram na noite de quinta-feira, 25, o guia “Manual de Direito Penal para jornalistas – Material de apoio para coberturas criminais”, publicação destinada a estudantes e profissionais do jornalismo. O lançamento aconteceu ao final do seminário “ O Crime e a Notícia”, no auditório do edifício de Gabinetes de Desembargadores da Seção de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo.

seminario tarde-103A publicação faz parte do Projeto “Olhar Crítico”, idealizado pelo IDDD, que busca, por meio do diálogo, a conscientização de jornalistas e estudantes de jornalismo sobre a importância dos valores jurídicos humanistas na interpretação dos fatos e na construção da notícia.

“Vou carregar na mochila o meu exemplar”, afirma o jornalista Valmir Salaro, repórter da Rede Globo, especializado em coberturas policiais. Salaro participou de uma mesa do evento sobre “Crimes contra a vida (casos julgados no Tribunal do Júri)”. O jornalista destacou que o manual ajudará os jovens jornalistas e também os mais experientes. “Nosso conhecimento sobre direito penal vem do que conversamos com promotores e advogados. O guia servirá para solucionar muitas dúvidas sem que tenhamos que ligar para as fontes”, destaca.

A advogada criminal Flávia Rahal, supervisora de conteúdo da publicação, disse que o principal objetivo é fazer uma ponte entre jornalismo e direito. “Não temos a pretensão de ensinar. O guia foi idealizado para auxiliar jornalistas, da forma mais simples possível, em conteúdos jurídicos”, disse a advogada. “O guia prático vai ajudar o jornalista no dia a dia”, ressalta o advogado Cristiano Maronna, segundo vice-presidente do IBCCRIM.

A advogada Priscila Pamela dos Santos, que participou da seleção de temas para o guia, contou que foram escolhidos assuntos que fazem parte da rotina do jornalista. “Fizemos uma lista do que achávamos importante, pois algumas vezes são publicados conteúdos jurídicos com imprecisões”, diz.

Flávia acrescentou que parte do conteúdo foi selecionada também a partir do convívio com jornalistas no Projeto Olhar Crítico, que já realizou debates em algumas redações de meios de comunicação em São Paulo, e também pela vivência dos organizadores como leitores e expectadores de jornais.
Publicado originalmente no site do Seminário ” O Crime e a Notícia” : ocrimeanoticia.wordpress.com

Financiadores

ver todos +